Futuro de Ezra Miller em pauta na Warner Bros após sua prisão


Warner Bros.

A Warner Bros. e a DC frearam alguns projetos do ator Ezra Miller após sua prisão

Fazendo Uma Breve Pausa

Após um incidente na semana passada que viu o ator Ezra Miller ser preso por conduta desordeira e assédio, a Warner Bros. e a DC estão discutindo como avançar com os futuros projetos de Miller.

De acordo com um relatório da Rolling Stone, os executivos da Warner Bros. e da DC realizaram uma reunião de emergência em 30 de março de 2022, onde discutiram o futuro de Ezra Miller com o estúdio após a prisão.

O relatório observa que o consenso na sala foi de “fazer uma pausa” em qualquer projeto futuro envolvendo Miller.

Incluindo quaisquer possíveis aparições futuras no Universo Estendido DC.

The Flash

Para a empresa, eles terão algum tempo para decidir sobre o que fazer com o último filme de Miller, que é o The Flash, dirigido por Andres Muschietti.

O filme do super-herói foi recentemente transferido de sua data original de 4 de novembro de 2022 para uma data de lançamento em 23 de junho de 2023.

O relatório também menciona que a produção de The Flash foi cheia de drama, e viu Ezra Miller ter “chorado com frequência” no set.

Embora não envolvesse qualquer gritaria ou ações violentas, segundo informações, viu Ezra Miller “arrasado” em vários momentos.

Outros Projetos

Ezra Miller estreou como The Flash/Barry Allen no Batman vs. Super-Homem de 2016: Alvorada da Justiça.

E desde então, reprisou o papel no Esquadrão Suicida, Liga da Justiça, Flecha e Pacificador.

Contudo, depois desse baita problema que Ezra Miller trouxre para ele mesmo, vamos aguardar para ver o desenrolar disso tudo. Bem ligeiro, como seu personagem.

Veja Também

Morbius teve cenas pós-créditos mudadas por causa do Homem-Aranha

Harry Styles fala sobre sua primeira cena de sexo em novo filme

Jason Momoa revela que Velozes e furiosos 10 traz um vilão de volta

Por fim, gostaram deste artigo? Deixem seus comentários e compartilhem com seus amigos.

5/5 - (1 vote)